26 de mai de 2008

As Faces do Amor

Para cada face de Vênus, um estado diferente de viver a afetividade. Encontre nas poesias qual tem sido a sua.
(clique no título da poesia para ler na íntegra)
Vênus Porné
É a Vênus da luxúria. Vai reger o nível mais físico da sexualidade. As cortesãs se dedicavam aos templos de Vênus e tinham que ter beleza e talento para as artes eróticas.
Vulgívaga - Manuel Bandeira

Não posso crer que se conceba
Do amor senão o gozo físico!
(...)

Vênus Pandêmica
A Vênus de toda gente. Inspira os amores comuns. É sensorial. Ela vai sem conseqüência, ama com desvario, busca seu prazer e satisfação, estimulando o prazer e a alegria dos parceiros. Ela não teme a entrega, pois ela se possui.
Folhetim - Chico Buarque

Se acaso me quiseres
Sou dessas mulheres
Que só dizem sim.
Por uma coisa a toa
Uma noitada boa
Um cinema, um botequim.

Vênus Pontia
Vênus que protege os marinheiros. Vislumbra-se aqui já uma sutileza; a pessoa se liga ao emocional, sabe que tem um sentimento. O coração se desliga do desejo puramente dos sentidos e já percebe uma emoção.
Um Ponto - Roseana Murray

Há um ponto
onde o céu e mar se encontram
e é como uma página em branco
nem passado nem futuro
e tudo o que sempre houve
e o que jamais existirá

Vênus Anadiomena
A Vênus que sai do mar, a que se levanta das águas. É o nível da sensibilidade, acima das emoções. O amor supera o emocional, o passional, as águas inferiores para buscar uma relação mais bonita. A expressão da sensibilidade não se dá somente nas relações afetivas. Através da arte você transfigura.
À sombra das araucárias - Manuel Bandeira

Não aprofundes o teu tédio.
Não te entregues à mágoa vã.
O próprio tempo é o bom remédio:
Bebe a delícia da manhã.

Vênus Geretrix
A Vênus que favorece os matrimônios. Aqui ela é a própria fonte de criação que favorece a vida. Nesse princípio de união, a atração permanece, que é quando o amor se estabelece no matrimônio. É a Vênus da fertilidade e fecundação, que impele as pessoas a preencherem funções criativas e procriativas. O ato de amor é um ato criativo. O amor abre caminho ao sentimento de totalidade da vida e à sua faculdade de colocar as pessoas em estado criativo.
Amor eterno - Shakespeare

Impedimentos não admito para a união de corações fiéis:
amor não é amor
quando se altera ao perceber a alteração
ou cede em desertar quando o outro é desertor.


Vênus Melenis
A Vênus negra, a da noite. O vínculo amoroso tem algo de noturno, já que Vênus é filha do céu estrelado. Quando a beleza do céu escuro aparece à noite, você vislumbra a beleza do infinito. Na noite escura, o amor surge em clarões; tentamos atingir aquela luz, desejando uma união mais infinita, mais perfeita.
A uma passante- Baudelaire

Um clarão... e a noite depois!
- Fugidia beleza,
De olhar que me fez renascer,
Será que só te verei de novo na eternidade?

Vênus Urania
A Celeste, que não tinha mãe. Tem o alto como origem e destinação. Aqui a principal função do amor é criar a virtude através da beleza, como afirma Platão, no Banquete. A Vênus Urânia é a inspiradora de um amor etéreo, superior, através do qual se atinge o amor supremo. A beleza do corpo dá lugar a beleza da alma, caminho para a Beleza e Amor Supremos. O texto para ilustrar a Vênus Urânia é o final do discurso de Diotima, citado por Sócrates no Banquete, de Platão.
Texto final de O Banquete - Platão

Se alguma coisa dá valor à vida, caro Sócrates, (prosseguiu a estrangeira vinda de Mantinéia) essa é a contemplação da Beleza Absoluta.Que devemos pensar de um homem ao qual tivesse sido dado contemplar a beleza pura, simples, sem mistura, a beleza não revestida de carne, de cores, e de várias outras coisas mortais e sem valor - mas a Beleza Divina?
( Stela Siebra e Cris Aragão - Astrólogas )

***
A visão das astrólogas é restrita a um arquétipo para cada face do amor apresentada. Se existem várias faces da afetividade , podemos sentir e vivenciar todas as faces , de acordo com o estado de espírito e o momento, ou o nível vibracional que nos encontramos. É evidente que há uma predominância de algum dos arquétipos mencionados o que pode caracterizar o tipo de afetividade que a pessoa experiencia. E você , qual o seu arquétipo predominante?
Após  conhecer  todos esses  arquétipos  femininos,  eu perguntaria  a  um homem:  qual  a  mulher ideal ? Juca Chaves com seu bom humor, mostrou o lado romântico ao descrever seu ideal de mulher nessa singela poesia...
A Cúmplice

Eu quero uma mulher
que seja diferente
de todas que eu já tive,
de todas tão iguais
que seja minha amiga, amante, confidente
a cúmplice de tudo
que eu fizer a mais.
No corpo tenha o Sol
no coração a Lua
a pele cor de sonho
as formas de maçãs
a fina transparência
uma elegância nua
o mágico fascínioo
cheiro das manhãs.
Eu quero uma mulher
de coloridos modos
que morda os lábios sempre
que for me abraçar.
No seu falar provoque
o silenciar de todos
e seu silêncio obrigue
a me fazer sonhar.
Que saiba receber
que saiba ser bem-vinda
que possa dar jeitinho
a tudo que fizer.
Que ao sorrir provoque
uma covinha linda
de dia, uma menina
a noite, uma mulher.
( Juca Chaves )

2 comentários:

Ricardo Jansen disse...

Olá,

Muito bacana seu blog, belos textos para apreciação.

Se tiver um tempo visite meu blog, um pouco diferente mas acredito que irá gostar !!

Bye,

Ricardo Jansen
www.loucoporpes.blogger.com.br

Thania disse...

Oi Ricardo,

Obrigada pela visita e pelo comentário!

Dei uma olhadinha no seu blog e já descobri o seu fetiche... Nossa,quantos pés ! rsrs