13 de jun de 2008

Rosa de Hiroshima



A Rosa de Hiroshima
(Vinicius de Moraes )

Pensem nas crianças
Mudas telepáticas
Pensem nas meninas
Cegas inexatas
Pensem nas mulheres
Rotas alteradas
Pensem nas feridas
Como rosas cálidas
Mas oh não se esqueçam
Da rosa da rosa
Da rosa de Hiroshima
A rosa hereditária
A rosa radioativa
Estúpida e inválida
A rosa com cirrose
A anti-rosa atômica
Sem cor sem perfume
Sem rosa sem nada

***

Tributo às vítimas da estupidez humana cometida em Hiroshima e Nagasaki .
Que a humanidade jamais tenha que presenciar tamanha estupidez...
Devemos relembrar desse triste episódio e mentalizar paz para que fato como esse nunca mais
aconteça.

12 de jun de 2008

Cavalgada

Cavalguei
Andar, andei
Percorri a terra
Fui ao céu
Vi estrelas
Tirei o véu

Cavalguei
Amar, amei
Percorri a rua
Fui à lua
A alma nua
Toda tua


Cavalguei
Amar, amei
Vi cometas
Percorri planetas
Senti sabor
Vibrei de amor

Cavalguei
Andar, andei
Vi o mar
Senti o ar
Chamei o vento
Encantamento

Cavalguei
Amar, amei
Vi a selva
Senti a relva
Corpo ardente
Alma valente

Cavalguei
Amar, amei
Vi o infinito
Desfiz o mito
Luz encontrei
Me iluminei

***
(thania/1999)

11 de jun de 2008

Theo e Sophia

Theo


Sophia


"O menor entre todos os gatos é uma obra prima"
( Leonardo da Vinci )

"Duas coisas são esteticamente perfeitas no mundo: relógios e gatos"
( Emile Auguste Chartier )

"Respeitar o gato é o começo do senso estético."
(Erasmus Darwin )


Ode ao Gato
(Pablo Neruda)

Os animais foram
imperfeitos,
compridos de rabo,
tristes de cabeça.
Pouco a pouco
se foram compondo,
fazendo-se paisagem,
adquirindo pintas, graça, vôo.
O gato, só o gato
apareceu completo
e orgulhoso:
nasceu completamente terminado,
anda sozinho e sabe o que quer.

O homem quer ser peixe e pássaro,
a serpente quisera ter asas,
o cachorro é um leão desorientado,
o engenheiro quer ser poeta,
a mosca estuda para andorinha,
o poeta trata de imitar a mosca,
mas o gato quer ser só gato
e todo gato é gato
do bigode ao rabo,
do pressentimento ao rato vivo,
da noite até seus olhos de ouro.

Não há unidade como ele,
não tem a lua
nem a flor
tal contextura: é uma só coisa
como o sol ou o topázio,
e a elástica linha
em seu contorno firme e sutil
é como a linha
da proa de um navio.
Seus olhos amarelos
deixaram uma só ranhura
para jogar as moedas da noite.

Oh pequeno imperador sem orbe,
conquistador sem pátria,
mínimo tigre de salão,
nupcial sultão do céu das telhas eróticas,
o vento do amor na intempérie
reclamas quando passa
se pousas quatro pés delicados no solo,
cheirando, desconfiando de todo o terrestre,
porque tudo
é imundo
para o imaculado pé do gato.

Oh fera independente da casa,
arrogante vestígio da noite,
preguiçoso, ginástico e alheio,
profundíssimo gato,
polícia secreta dos quartos,
insígnia de um
desaparecido veludo,
seguramente não há enigma
na tua maneira,
talvez não sejas mistério,
todo o mundo sabe de ti
e pertences ao habitante
menos misterioso,
talvez todos o acreditem,
todos se acreditem donos,
proprietários, tios de gatos,
companheiros, colegas,
discípulos ou amigos do seu gato.
Eu não. Eu não subscrevo.
Eu não conheço ao gato.
Tudo sei, a vida e seu arquipélago,
o mar e a cidade incalculável,
a botânica, o gineceu com seus extravios,
o pôr e o menos da matemática,
os funis vulcânicos do mundo,
a casaca irreal do crocodilo,
a bondade ignorada do bombeiro,
o atavismo azul do sacerdote,
mas não posso decifrar um gato.
Minha razão resvalou na sua indiferença,
o seu olho tem números de puro.

***

10 de jun de 2008

Fractais :: Fractalterapia


O que são fractais? Os fractais são formas geométricas abstratas de uma beleza incrível, com padrões complexos que se repetem infinitamente, mesmo limitados a uma área finita. Todas estas formas e padrões possuem algumas características comuns e há uma curiosa e interessante relação entre estes objetos e aqueles encontrados na natureza. Um fractal é gerado a partir de uma fórmula matemática, muitas vezes simples, mas que aplicada de forma interativa, produz resultados fascinantes e impressionantes. São formas que se caracterizam por repetir um determinado padrão com ligeiras e constantes variações (auto-similaridade). Podem ser facilmente identificadas na natureza, na forma de uma couve flor, em árvores e mariscos, assim como em qualquer estrutura cujas ramificações sejam variações de uma mesma forma básica.
Em conseqüência da auto-similaridade, quando vistas através de uma lente de aumento, as diferentes partes de um fractal se mostram similares à forma como um todo. Imagens Fractais são gráficos de funções matemáticas definidoras de conjuntos. O estudo dos fractais tem-se revelado recentemente de grande importância em vários campos das ciências, tais como Biologia, Meteorologia e Economia. Suas figuras geométricas, que possibilitam incontáveis formas e combinações, aliadas à cromoterapia (terapia das cores) e à música (clássica, indígena, indiana e new age), proporcionam-nos incrível sensação de paz, harmonia, bem estar e saúde.As diferentes cores das figuras dos fractais servem para alterar ou manter as vibrações naquela freqüência que resulta equilíbrio entre o corpo e a mente.A cor é fundamental em qualquer sistema de autocura.
A ciência dos fractais apresenta estruturas geométricas de grande complexidade e beleza infinita, ligadas às formas da natureza, ao desenvolvimento da vida e à própria compreensão do universo. São imagens de objetos abstratos que possuem o caráter de onipresença por terem as características do todo infinitamente multiplicadas dentro de cada parte, escapando assim, da compreensão em sua totalidade pela mente humana. Essa geometria, nada convencional, tem raízes remontando ao século XIX e algumas indicações neste sentido vêm de muito antes, na Grécia Homérica, Índia, China, entre outros. Porém, somente há poucos anos vem se consolidando com o desenvolvimento dos computadores e o auxílio de novas teorias nas áreas da física, biologia, astronomia, matemática e outras ciências...



O que é FRACTALTERAPIA ?
Descubra clicando AQUI


***