12 de set de 2009

Vamos brincar ?

Ultimamente  ando  meio "ranzinza"  , com  pouca  paciência  para   ler   besteirol, ou seja , assuntos  sem muito conteúdo ,   de  fácil assimilação e patéticos,  mas  divertidos .   Como todo  mundo  - ou a  maioria das  pessoas -   tenho  um lado pateta e   infantil   e   valendo-me  da  teoria do divertimento  lembrei  de  uma  brincadeira da  época adolescente  . A  brincadeira  consiste  em preencher  um  questionário  sobre nossos gostos  e preferências , uma maneira  de nos  conhecermos melhor. As perguntas  não  são as  mesmas daquela época , mas o espírito de  diversão e  autoconhecimento é o mesmo .


 Vamos lá ...

1- Com uma  frase  defina  quem  é  você   .
 Com uma  frase  não consigo me  definir, mas  posso dizer    que  'sou  o que eu  sou '.

2- Cinco  músicas  que  fazem parte  da  trilha sonora  da  sua  vida .
One Love ( U2)
Angie ( Rolling Stones)
Reflections of  Passion  ( Yanni )
Somewhere Over The Rainbow/What a Wonderful World (Norah Jones)
Drão ( Gilberto Gil )

One Love, Reflections of Passion  e  as duas em uma Somewhere Over The Rainbow/What a Wonderful World  ,  estão  na  trilha sonora   deste  blog.

3- Marca, modelo e cor de carro preferidos .
Gosto muito do Honda New Civic , pérola  ou prata . Na categoria  utilitário  esportivo gosto  do  Hyundai   Tucson , preto ou prata .

4- Prato preferido .
Aquele  feito com  amor , portanto nada melhor  do que  uma   comida  simples e  caseira. Mas  gastronomia é  uma das  minhas  paixões e  gosto  tanto de pratos  simples,  como  de  outros mais   sofisticados . 

5- O que  mais  lhe  atrai  no sexo oposto?
Sem dúvida a inteligência , mas beleza  é fundamental ( eu me refiro à beleza  interior ) . Bom humor   também  é  muito atraente .

6- Um  sonho  ou utopia .
Viver  em um  país ( Brasil )  sem violência  ,  sem  fome ,  com  pleno emprego  ,  políticos   íntegros  e honestos .

7- Quando o mar  não está prá  peixe o que  você  faz?
Espero o tempo melhorar  e   continuo   a  pescaria .

8 - Um desejo   ainda  não satisfeito .
Dar  uma  volta pelo mundo... ou por uma  boa parte do mundo .

9 - Três últimos  bons  filmes que  você  viu  e  indicaria para  outros  cinéfilos.
Austrália  (  maravilhoso! ), com a  Nicole Kidman ;
Marley e Eu  (  Jennifer Aniston ) ;
E se Fosse Verdade ( Mark Ruffalo ) .
São os três últimos que eu vi e  recomendaria .

10 - Um programa de televisão
Vida Inteligente ( TV Floripa, canal 4 , Net ) ,  apresentado por E. A. Patounas.

11- Uma  filosofia de  vida
Viver o momento presente , cultivar o silêncio quando necessário , procurar  ter  bons pensamentos, boas  palavras e  boas  ações .

12- A melhor  coisa da  vida  é ...
Aprender a  viver .

13 -  O paraíso na  terra .

Meu lar, doce  lar .

14- Animal de  estimação preferido
Sem dúvida  gato . Gosto de  cães,  mas  prefiro os  gatos .

15 - Como está  seu coração?
Batendo no  compasso  certo  :) 

16 - O que  mais  lhe deixa  extasiado(a)?

Contemplar a natureza .

17 - Como você  exorcisa   seus  demônios?
Meditando .

18 - Qual o sentido da  vida?
Evoluir  ...

19 - O que  faz  você  sair do  sério?
Falta de  respeito .

20 - Uma  frase de  efeito.
Somos  todos  UM .



Fonte da  imagem: AQUI

***

11 de set de 2009

Indira Gandhi e Puja


Gosto das novelas da Glória Perez e  sempre  que possível  vejo Caminho das Índias . Nos últimos capítulos a personagem  Puja  tem se  destacado  bastante.  Puja  , uma mulher  forte,  determinada e guerreira  luta pela  inserção da sua  casta - os dalits  ou intocáveis  -  na  sociedade  .  Para  isso  candidatou-se   e  foi eleita  representante da sua comunidade ,  para  desespero  do   seu adversário , candidato de  uma casta  superior . Contou com a  ajuda do brâmane Shankar, um  homem   justo, humano e sábio.

Vejo alguma semelhança entre   Puja e a líder política  Indira Gandhi . Como a  arte  imita a  vida,  imagino que a  autora da novela  inspirou-se nela para  compor o  personagem   .

Indira Gandhi  foi  uma brilhante  política ,  estrategista e pensadora  .  Como mulher e ocupando a mais alta posição do governo numa sociedade , na época,  ainda bastante patriarcal, esperava-se que Indira fosse uma líder de pouca relevância, mas as suas ações provaram o contrário . Ela era a única filha de Jawaharlal Nehru, o primeiro-ministro da Índia   após a sua libertação dos britânicos, sendo a primeira mulher a ocupar o cargo mais alto no governo indiano.

Na  juventude  Indira  teve  muitos  problemas de saúde,  tendo contraído tuberculose . Por este motivo os médicos  aconselharam-na a não ter  filhos. Indira , que sempre  foi uma pessoa  solitária ,  não aceitou o  conselho médico , pois almejava  constituir uma família . Assim , decidiu  se  casar com Firoz Gandhi , com quem teve  dois  filhos . Sua  família   foi contrária ao  casamento,  pois Firoz  além  de não  ter   fortuna, pertencia a outra  religião e  vinha de  uma cultura  diferente da  hindu . Na  verdade , Indira e Firoz  jamais  foram religiosos , de  modo que a  religião  não teve  muita  importância na  união dos dois. O que  impactou essa união   foi a  infidelidade  do marido .

Firoz e Indira , ao se casarem , transgrediram três tradições arraigadas na cultura do país:  não se  subjugaram  à união arranjada pelas famílias, nem se casaram segundo a exigência religiosa da fé de cada um  e  não deram continuidade às  tradições  da casta, como arranjo social. Esses  fatos  contrariavam  muito os hindus ortodoxos .

Apesar do mesmo sobrenome Indira não tinha  nenhum parentesco  com Mahatma Gandhi . Seu marido era filho de Jehangir Gandhy ,  que  mudou  a  ortografia do seu nome para  Gandhi ,  sobrenome de  uma  casta de perfumistas,  de  onde  viera  Mahatma Gandhi . Essa  coincidência  de sobrenome  foi muito "auspiciosa" e   a  ajudou muito na carreira  política.
      Indira Gandhi foi assassinada  em 1984, por  um extremista sikh, que era um de seus seguranças,  sendo sucedida por seu filho mais velho, Rajiv Gandhi. Rajiv espalhou suas cinzas sobre os picos brancos do Himalaia, onde ela pedira para ser jogado seu corpo, sem passar pela cremação ou  sepultamento, mas  em respeito às tradições hindus  seu  restos mortais  foram  cremados .

      Indira parece ter tido um presságio de sua morte, pois na própria noite em que morreu, havia dito num discurso:  “Não me importa se perco a vida a serviço da nação. Se morrer hoje, cada gota de meu sangue revigorará a nação.

      Sua vida política foi controversa, sendo discutível em vários pontos, de modo que os sikhs ainda se ressentem  de algumas  de  suas  decisões políticas  que  desencadearam   um genocídio durante um dos seus governos.  Por outro lado  Indira Gandhi contou  com o apoio de  Madre Teresa de Calcutá,  de forma que  suas  ações políticas  podem ser consideradas  mais positivas do que  negativas .



       ***

      Fontes de pesquisa :


      Imagens  encontradas na  Internet ( não lembro  a  fonte )


      ***

      7 de set de 2009

      Lilás

         Imagem (painting by Arthur Braginsky)

       
      Mais uma  reviravolta no Arte Imita Vida.  Retornamos ao antigo  endereço , não foi uma boa  idéia  a mudança anterior . Agora sim,  estamos com um  novo template   e novo layout ,  graças à generosidade,  paciência e  boa vontade da Layla. Ela me presenteou com o template  ,  eu apenas  escolhi as cores e  fiz o banner  com a  ajuda da Neiva

      A inspiração   continua  sendo a Grécia  . No banner  a  linda  ilha de Santorini  sob o  olhar amoroso da  deusa Afrodite , iluminada por um raio de sol do amanhecer ( ou seria um raio de luar?) . Observem que a  deusa está na  cor lilás. Lilás é uma cor metafísica e alquímica. A deusa  Afrodite  também é  uma deusa  alquímica.

      Desde  o início  as  cores  predominantes do  blog  são  azul, púrpura e  lilás . Eu gosto de  todas  as  cores , pois cada  uma delas  tem  sua  utilidade .  A cor púrpura e  sua  nuance  mais suave, o lilás, são cores  metafísicas.  Púrpura é a cor  da  alquimia,  da  transmutação, da  energia cósmica . É excelente para  purificação e  cura  dos níveis físico, emocional e  espiritual. Ajuda a  encontrar novos  caminhos para a  espiritualidade e a  desenvolver nossa intuição . Traz poderes  mentais  e  combate a insônia . Simboliza  dignidade, nobreza, compaixão,  sinceridade , espiritualidade, purificação, transmutação .  

      Lilás é um tom suave da cor  púrpura ( ou violeta) . Associado à elevação espiritual, o lilás acalma a mente e o coração e nos coloca em contato com o divino. Essa cor mantém toda a força do  púrpura  - considerado símbolo de poder e majestade - e é iluminada e suavizada pela pureza do branco. Como uma ponte entre o céu e a terra, os tons lilases purificam os ambientes e eliminam energias densas, criando uma atmosfera de sensualidade e intimidade. É considerado o tom feminino. Combina a suavidade do rosa com a tranqüilidade do azul. Cria um encantamento bem feminino   pois  sugere fantasia , sonho e mistério .Os tons lilases são ótimos para lugares onde se exerçam atividades ligadas ao universo da mulher.  Como o rosa e o salmão, o lilás estimula o romantismo, o afeto e a sensualidade. "Diferentemente do vermelho, que desperta paixões intensas, a vibração do lilás é mais sutil, doce e amorosa", diz a cromoterapeuta Edelweiss Cagno. 

      Djavan   compôs  uma música  inspirado na  cor lilás. A poesia é singela  e  fala de  raio de sol,  lua ,  estrelas, liberdade, mar , luz, amor ,  emoção, encanto , magia ,  tudo a  ver   com  a ilha de Santorini  e  com  o novo  Arte Imita Vida.




      Lilás
      Compositor: Djavan


      Amanhã
      Outro dia
      Lua sai
      Ven(tania) abraça
      Uma nuvem que passa no ar
      Beija
      Brinca
      E deixa passar
      E no ar
      De outro dia
      Meu olhar
      Surgia nas pontas
      De estrelas perdidas no mar
      Pra chover de emoção
      Trovejar...
      Raio se libertou
      Clareou
      Muito mais
      Se encantou
      Pela cor lilás
      Prata na luz do amor
      Céu azul
      Eu quero ver
      O pôr do sol
      Lindo como ele só
      E gente pra ver
      E viajar
      No seu mar
      De raio.



      ooOoo





      I