20 de set de 2009

Olga : Mulher, Judia e Comunista




Olga Benário, mulher, judia e comunista  numa época em que  reunir todas essas  características  era ser  alvo de preconceito, discriminação e perseguição. Ideologias à parte,  o fato é que Olga era  antes  de  tudo uma mulher   e  sendo  mulher  apaixonou-se  por seu  companheiro de militância política , Carlos Prestes,  tendo  com ele  uma filha , Anita Leocádia Prestes.

Quando  foi presa  por motivos políticos Olga estava  grávida . Apesar de  tornar público   seu  estado   e  usar  esse  argumento  para  permanecer no Brasil   uma  vez que o pai da  criança  era  brasileiro ,  o  governo Vargas, através do STF  ( em tempos de  ditadura  não há independência do Judiciário ) , indeferiu   o  indulto   e  acatou   pedido de  extradição do governo da Alemanha. Olga  foi deportada  , retornando  ao seu país de origem  e  entregue   aos nazistas  com  sete  meses de  gravidez . Teve a  filha no presídio , ficando  com ela  até  o fim da  amamentação , quando a pequena Anita  foi  brutalmene  retirada dos  braços da mãe  .  Anita foi entregue  à  avó paterna  e  Olga  ficou sem  saber  notícias da filha  até sua morte,  aos  34  anos, numa câmara de  gás  em um campo de extermínio  nazista.


Sua história  foi tema do filme  "Olga" , dirigido por  Jaime  Monjardim ,  a partir da  biografia  escrita por Fernando  Moraes , estrelado pela  talentosíssima  Camila Morgado . Vi  "Olga" quando  foi lançado  , em 2004,    e  nunca chorei tanto no cinema,  saí de lá com os olhos inchados e  vermelhos . Confesso que não  gosto muito  dos filmes nacionais, mas Olga  foi  um dos melhores  filmes  que  já  vi  e sem dúvida  o melhor  filme brasileiro  de  todos os  tempos .


Uma das  cenas mais emocionantes do filme ...



Anita é retirada à força dos braços de Olga





Imagem encontrada no banco de imagens do Google, sem referência sobre autor

***